and posted in Entrevista, Tradução

No especial de aniversário do Aoi trazemos pra vocês uma entrevista um pouco antiga… de novembro de 2008, sobre o single do Leech!

Créditos:
Inglês: —
PT-BR: Tum @ MH


LEECH

Leech: sanguessuga, parasita. Algo que se alimenta da vida das pessoas. O que vem a sua mente quando você vê esta palavra?
Falando em “sanguessuga”, seria “preto”, e falando em “preto”, seria “visual-kei”. *risos*

Então você chegou a isso. *risos* A propósito, você já viu uma sanguessuga antes?
Não, eu sou da cidade. *risos* Mas se você quer dizer em filmes e fotos, eu vi sim. Mas eu sou o tipo de cara que odeia lesmas.

É, lá é um lugar assim. *risos* (quer dizer que a cidade é um lugar que não tem essas coisas)
Na minha cidade natal há um lugar que diziam que é uma montanha, mas não é realmente. É como cerrado (cercado de árvores), mas eu não me lembro de ter cruzado com insetos nesse lugar. Pra começar, eu não gosto de florestas porque elas são assustadoras.

É como se você não soubesse o que pode estar se escondendo ali?
Sim, é. É por isso que eu não ia muito pra lá. *risos*

DISTORTED

Distorted: deformado, distorcido. O que vem a sua mente quando você vê esta palavra?
Personalidade.

A sua?
Sim. *risos*. Tipo, eu não consigo ser obediente.

Você é assim desde criança?
É, parece que sim.

Uma criança que se tornou desobediente de acordo com as circunstancias ou uma criança que nasceu assim, qual dos dois você é?
Eu não sou do tipo que “nasce com isso”. Quando eu percebi, eu já havia me tornado assim. *risos*

Você gostava de você como uma criança desobediente? Ou não gostava?
Eu não gostava. Eu acho que teria sido melhor se eu tivesse sido mais obediente. Eu não sabia o que “ser obediente” significava. *risos*

Mas se você não odiasse isso sobre você mesmo, você não seria capaz de mudar, não é mesmo?
Sobre isso, isso é reflectivo. E se eu não tive sido repreendido para mais obediente, eu não saberia o significado disso. *risos*

Que conduta. *risos*
No final, eu acho que foram os mais velhos que puderam me controlar.*risos* Eu não poderia virar um nômade, não há dúvidas disso. *risos* Se possível, eu me sentiria aliviado se eu pudesse ser bom, mas este não é o caso.

Você não conseguia parar de ser mau, e você se sente culpado por isso. Mas no final, se você tem vontade (de parar de ser mau), vamos tentar pouco a pouco.
Mas isso também seria bem complicado. Não, é melhor como eu sou! Eu acho que isso é bom também. *risos*

DAYTIME

Daytime: tempo entre o nascer do sol e o por do sol. (isto é, não é o dia como um todo – 24 horas). O que vem a sua mente quando você vê esta palavra?
Dormir, duh.

Hoje parece que nós começamos o photoshoot de manhã, então eu acho que foi meio…
Honestamente, eu não sei porquê. *risos* (Ele não sabe porque o photoshoot teve que começar logo de manhã)

Ao menos quando você era um estudante você tinha atividades de dia, então, quando você se tornou assim? *risos*
Eu me pergunto quando foi. Agora meus olhos doem, porque está claro. Por isso que se eu não precisasse sair, não haveria nenhum obstáculo pra mim.

Então você só faz suas atividades de noite?
Sobre isso, eu não tenho atividades nem de noite. *risos* Eu realmente não saio da minha casa.

Excluindo os afazeres da banda, como shows, ensaios, gravações e coberturas, você não vive sua vida pessoal?
Parece que é. Mas mesmo pra ensaiar, dias de Verão são os piores. É cansativo e quente. Só do tempo até eu chegar no meu carro, eu já gastei todas minhas energias. Neste tempo quente, eu nem posso andar no estacionamento. Mesmo com os meus óculos de sol, a luz ainda é muito forte.

Então por que não se cobrir com roupas da cabeça aos pés, como uma múmia? Assim você não toma luz. *risos*
Isso seria muito úmido. *risos* (úmido? Achei engraçado usar essa palavra. XD “úmido” por causa do suor) Bem, de qualquer jeito é complicado.

Então, de que jeito não seria complicado?
Fazer meu trabalho em casa. Ter uma entrevista por chat pelo computador seria bom. Eu penso assim, mas… Eu estou velho. *risos*

Ah, eu também! *risos* Mas se nós fizéssemos as coisas sempre pelo computador, você teria que fazer os shows por transmissão ao vivo. 
Neste caso… Eu iria até o lugar do show. É porque eu fico feliz se for um show.

Então o momento mais feliz da sua vida, é durante os shows apenas?
Claro. Ter photoshoots e entrevistas também é divertido, mas só de falar sobre isso me faz querer achar um jeito de escapar. *risos*

Em outras palavras, fazer uma banda com os outros 4 foi uma coisa boa. *risos*
Não é isso. Me desculpe. *risos* (Aqui, a pessoa que traduziu para o inglês comentou que acha que ele está se desculpando por causa da questão anterior, mas eu acho que isso ficou claro o suficiente) Pensando nisso, eu me sinto inútil e estúpido. Sinceramente, eu não queria tocar guitarra. É pesada, e meus ombros doem.

Então o que você vai fazer?
Eu quero tocar sentado. *risos*

De fato, qual tal você fazer uma turnê diferente apenas uma vez?
Provavelmente, se eu fizesse essa turnê, eu acho que logo no dia seguinte eu já seria despedido. *risos* Porque eu não tenho escolha a não ser seguir as ordens do presidente da companhia (PS Company). Eu não faria nada além disso. *risos*

HOLE

Hole: buraco. Vamos falar de Hole, o que vem a sua mente quando você vê esta palavra?
Eu gosto de sempre limpar meus ouvidos. (WTF? Sim, foi isso que ele disse. Palavra por palavra, segundo a tradução pro inglês.) Basicamente, eu uso cotonetes.

A propósito, há cotonetes pretos e brancos. Quais você usa?
Eu uso os brancos em casa, e os pretos nas turnês. Comparadas a lesmas brancas, sanguessugas pretas parecem mais fortes. *risos* Em todo caso, eu acho que limpar meus ouvidos com cotonetes é a coisa mais divertida de todas. É diferente limpar várias vezes por dia, de limpar uma vez por dia, pra alcançar mais profundamente por exemplo. (Eu juro, é exatamente isso que está escrito ;-;) Bem, basicamente um buraco não é bom. *risos*

Mas que tipo de conexão é essa? *risos* (quer dizer “como ele conseguiu ligar uma coisa com a outra?”) Recentemente, você teve algum incidente tão embaraçoso que faz com que você queira se esconder num buraco?”
Só em falar nisso já me faz ficar com vergonha. *risos*

Leave your Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: