and posted in Entrevista, Tradução

Uma entrevista antiga pra variar um pouco~
Nós postamos as versões do Aoi e do Ruki dessa entrevista faz tempo, mas não havíamos postado a do Uruha, apesar de já estar traduzida.
Então cá está!
Essa é uma entrevista sobre o single LEECH, de novembro de 2008.

Créditos:
Inglês: Kiniro_Ageha
PT-BR: Tum @ MH

Comentários entre ( ) são do Tum.


 

LEECH

Leech: sanguessuga, parasita. Algo que se alimenta da vida das pessoas. O que vem a sua mente quando você vê esta palavra?

Desejo. Embora eu estivesse pensando em humanos, mas no fim é desejo. Eu estava pensando que se uma pessoa é uma sanguessuga é porque comer é um desejo. Se há desejo, a pessoa é uma sanguessuga. (Tanta coisa mais filosófica pra comparar e ele quer comparar logo com comida? XD)

Isso se aplica a você também?

É claro, eu também tenho desejos. Vendo por este ângulo, todos os membros são sanguessugas também. (risos)

E qual é o seu maior desejo agora?

Eu acho que… Emagrecer minha barriga. (risos)

Você realmente quis dizer isso? (risos)

Sim, ela não está parecendo maior? (risos) As coisas que eu tenho que fazer estão se empilhando como uma montanha, mas se eu ficar forte eu quero finalizar essas coisas.

Para esse desejo você terá que melhorar sua alimentação.

Sim, por causa desse objetivo, eu irei pensar antes de agir. Eu não quero perder o foco nisso.

A propósito, você alguma vez já viu uma sanguessuga?

Eu vi, eu vi.

Agora a pouco, Reita-san disse que ele nunca tinha visto uma sanguessuga. Mas há pessoas que moram no mesmo lugar, e ainda assim há aqueles que viram e aqueles que não viram.

Como posso dizer, foi ótimo eu estar usando sapatos (porque a sanguessuga estava no chão xD) Mas se possível, é melhor você nem ver.

Mesmo pensando assim com tanto esforço, seria legal se você deixasse Reita-san ver. (risos)

Não. Eu não posso mostrar uma criatura tão disforme para um amigo próximo. (risos)

DISTORTED

Distorted: deformado, distorcido. O que vem a sua mente quando você vê esta palavra?

No final, eu acho que são os humanos. Quando eu vejo esses incidentes na TV, eu pensando bastante nisso, e bem seriamente. Quando eu penso sobre o núcleo do problema, isso sempre me leva a pensar nos humanos.

É verdade, pode-se dizer assim. Uruha-san, você acha que há algo de “distorcido”em você?

Eu… Eu acho que não.

Uma época em que você estivesse perturbado, não houve nenhuma?

É, não houve uma época perturbadora pra mim. Ah… O que eu devo fazer? Isso é difícil de dizer. Nem tanto assim. Quando algo me perturba eu começo a pensar no que eu deveria fazer. No passado, eu apenas diria algo diretamente (sem pensar). Eu acho que é porque eu sou muito direto, e eu digo qualquer coisa que eu quero. Mas depois disso, eu pensaria “Isso é bem perturbador.” (risos) Em outras palavras, até mesmo pra uma pessoa que comete um crime, ela não o comete de maneira tão direta. (Vocês não fazem idéia de como foi tenso traduzir essa resposta u_u Tudo por causa de uma VÍRGULA! e-e )

Bem, pode-se dizer assim também. (risos) Vou ressaltar isso que você disse no final, é a maioria das pessoas que se sentem perturbadas. (isso não fez muito sentido D: )

Sim, sim. Mesmo que machuque alguém, vale a pena se for por justiça. Portando, é algo honrado, de uma maneira distorcida. Se é isso que você quer dizer… Se eu sou uma pessoa perturbadora ou não… As pessoas que me rodeiam devem saber. (risos)

DAYTIME

Daytime: tempo entre o nascer do sol e o por do sol. O que vem a sua mente quando você vê esta palavra?

Durante o dia, eu abro as janelas para refrescar o ar dentro da minha casa. E aí eu faço limpeza. Recentemente tem sido assim. (risos)

Entre todos os membros, há os noturnos (que dormem durante o dia, mas são ativos a noite), mas Uruha-san é do tipo que acorda cedo?

Não, eu sou totalmente desorganizado. Mas quando minhas atividades voltam ao ritmo do meu estilo de vida, é mais confortável. É por isso que recentemente eu tenho acordado cedo, bem de manhã, deixo ar fresco entrar na casa, bebo um café, e assisto o noticiário. É uma sensação realmente relaxante. (risos)

HOLE

Hole: buraco. Vamos falar de Hole, o que vem a sua mente quando você vê esta palavra?

Há muitos tipos de buracos. Como bueiros… Ah, eu tenho medo de bueiros, não posso evitar isso. Uma vez as chaves da minha casa caíram no bueiro.

Você é um adulto crescido. Então por que tem medo disso? (risos)

Não, foi um dia antes do meu aniversário, e eu decidi sair pra andar no meio da noite. Meu apartamento se tranca automaticamente, então eu pus a mão no bolso pra ter certeza de que minhas chaves estavam lá, e elas escorregaram pelos meus dedos, e caíram exatamente no buraco do bueiro.

A essa hora, o zelador vai brigar com você. (risos)

Então eu tirei a tampa do bueiro para procurá-las, mas estava realmente escuro, e não consegui ver nada. Eu estava com uma camisa de malha e não levei nada comigo porque foi uma decisão de última hora. Eu estava totalmente em estado de pânico e já pensando que ia acabar tendo que dormir do lado de fora. Eu já estava até pensando em ir pra loja de conveniências para usar o telefone e ligar para a polícia.

Você não levou o seu celular?!

Eu não estava com o meu celular nem a minha carteira. Tudo que eu estava era o meu iPod. Eu estava como “Por enquanto, só posso ir pra casa do Ruki e chorar.”(risos) Eu toquei a campainha e ele saiu, e então eu expliquei toda a situação pra ele. Então nós dois voltamos até o bueiro para procurar as chaves, mas no fim, não conseguimos. Tentamos ligar “110” e vários outros pra recuperar as chaves, mas não adiantou. No fim, minha mãe tinha uma cópia da chave na casa dos meus pais, e eu voei pra lá com a minha moto pra pegá-la. Depois desse incidente, quando eu vou andar, eu aprendi a sempre prender a chave cuidadosamente no chaveiro. (risos)

Você mais alguma lembrança inesquecível como essa? (risos)

Sim. Isso parece até um milagre. Eu não ando perto de bueiros, então eu não sei como fui parar naquele. Desde então, quando eu estou andando perto de um bueiro, não importa se é o meu celular, minhas chaves ou minha carteira, eu observo muito bem para que eles nunca caiam.

Leave your Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: