and posted in Entrevista, Tradução

Entrevista de agosto de 2004 em que os outros integrantes falan de Ruki.

Créditos:
Inglês: Eu não sei de quem é a tradução original, já que ela pode ser encontrada em inúmeros sites, e nenhum deles contém crédito
Pt-Br: Mari @ MH

Comentários entre [ ] são meus
Comentários entre ( ) são da própria revista


Qual foi sua primeira impressão do Ruki? 

Reita: Quando o encontrei pela primeira vez, achei que ele era um rockeiro intenso. Seria divertido formar uma banda com ele. Mas na verdade, ele é uma pessoa contraditória. Uma vez, fizemos uma apresentação com a banda anterior, eu perguntei a ele “vamos embora juntos hoje?”. Apesar dele ter respondido “vamos!”, quando o achamos ele estava todo rodeado de fãs. E nós pudemos apenas……. Talvez ele não pudesse manter sua promessa.

Expressão do Ruki: “Isso é porque……”, disse um Ruki nervoso. Reita ignorando. 

Kai: Encontrei com ele numa casa de shows quando teve um encontro de bandas. Não trocamos uma palavra, mas ele me emprestou seus equipamentos. Ele ser um cara legal foi minha primeira impressão.

Ruki ainda era baterista naquela época? 

Kai: Sim.

Uruha: Eu realmente não me lembro. Na minha memória, eu estava interessado no vocalista da banda do Ruki. E depois disso o vocalista nos disse que o baterista dele queria trocar algumas palavras com a gente. E eu fiquei tipo “Ohhhhh, aquele cara!” (risos)

Aoi: Eu o conheci num estudio. Ele de repente veio e apertou minha mão, e não ficou nada tímido. Eu pensei que talvez ele seria alguém famoso no futuro. Mas não me lembro de nada sem ser o aperto de mãos.

Quais são os pontos fortes e fracos do Ruki? 

Reita: O ponto bom é que ele tem um bom senso com o que quer que seja que ele está fazendo. É divertido ter ele por perto. Ele anima os outros em volta e tem muito mais que o necessário pra conversar……Mas ele consegue se misturar a tensão do ambiente como um todo. O lado ruim é que ele é um baka [baka = bobo, idiota]. Atrapalhado por assim dizer. E bagunça a casa dos outros……

Expressão do Ruki: Eu não baguncei sua casa! 

Kai: O lado bom é que ele tem curiosidade por tudo. Eu acho que é bom experimentar coisas novas. O lado ruim é que ele tem muito pra falar. Às vezes eu quero muito que ele fique quieto por um momento (risos). Eu estava meio sério, mas Ruki pensou que eu estava brincando e continuou falando (risos).

Uruha: O ponto bom é que ele é íntimo com os outros e esse é o lugar adorável que ele tem [na banda]. É como se ele não soubesse o que é mundanismo [quer dizer que ele não se liga a coisas materiais]. E ele é o “coração” e o “cérebro” do the GazettE. E somos como irmãos, todos o respeitamos muito. O lado ruim é que ele gosta de fugir. É como se ele agisse como uma ostra quando existem dificuldades.

Expressão do Ruki: Parecia querer fugir dali. 

Kai: Ruki, isso é inútil. Está terminado quando você está nessa área. Você não pode escapar apenas fugindo (risos).

Aoi: O ponto bom é que ele é quem tem mais conhecimento musical no the GazettE. Mas nesses dois anos que estivemos trabalhando juntos, sempre ajudamos a tirar os equipamentos da van. Eu só vi o Ruki deslocando as coisas umas 3 vezes nesses 2 anos. Toda vez é o Kai quem move as coisas pra dentro e pra fora diligentemente. Com o mesmo tipo de sangue B, ainda há algumas diferenças entre eles.

Uruha: Ele não tem essa voltagem de jeito nenhum!

Expressão do Ruki: mudo…… 

Vocês tem coisas como “Por favor, mantenha isso em mente! Por favor, pare de fazer isso!” que querem dizer ao Ruki? 

Reita: Por favor pare de contar mentiras descabidas. Uma vez, já era hora da reunião, mas o Ruki ainda não havia chegado, eu achei que ele ainda estava dormindo então liguei e perguntei “Onde você está?”. E ele disse “Estou no trem agora”, mas estava tão silencioso em volta que não soava como se ele estivesse em um. E o horário não batia também. Tudo bem em contar honestamente onde ele está. Por favor, não conte mentiras ruins.

Kai: Nas minhas circunstâncias por exemplo, ele me pediu um cigarro, mas eu normalmente descubro que acabou tudo depois. Apenas me diga que quer e eu darei o cigarro.

Uruha: Uma vez, Ruki me perguntou “posso passar a noite na sua casa?” e eu disse que tudo bem. E deixei minha mãe preparada pra vinda dele. Mas ele não tinha chegado até a meia-noite, então eu liguei e perguntei “você não vai vir?” e ele disse “estou a caminho”. Então eu continuei esperando, mas a campainha não tocou nenhuma vez naquele dia (sorriso sem graça).

Reita: Pobre Uruha~

Expressão do Ruki: “Isso foi a TAAANTO tempo atrás……….”, murmurando pra si mesmo. 

Aoi: Eu senti o mesmo. Ele disse “me dê um cigarro” e aí todos tinham sumido.

Expressão do Ruki: “Sinto muito” e concordando com a cabeça.

Aqui está a parte do diálogo instantâneo (onde eles fazem as perguntas pro Ruki responder)

Reita: Quero saber porque ele tem sido tão legal comigo.

Legal quanto? 

Reita: Eu normalmente tiro minha jaqueta quando chego na casa dele e ele cuida dela pra mim. Ele até pendura num cabide. Talvez ele não queira deixar a casa suja? Mas eu gostaria de me casar com o Ruki se ele continuar fazendo pequenas coisas assim (risos).

Ruki: O que? Até parece, isso é só porque você quer casar? (risos) 

Kai: Vai ficar estranho se você continuar falando muito, Ruki. Você vai entrar naquela area novamente……

Você realmente ajudou a cuidar das roupas? 

Ruki: Sim. 

Você faz o mesmo pros outros membros? 

Ruki: Sim. Eu só não gosto de deixar as coisas jogadas por aí na casa ]

Reita: Quero adicionar um anexo! Ruki faz isso só na casa dele. Ele deixa as coisas jogadas na casa dos outros e na van.

Ruki: Posso dizer qualquer coisa nessa parte da entrevista? [nas outras partes, como vocês devem ter percebido, eles só podem ficar ouvindo]

Sim. 

Ruki: Eu não baguncei as coisas lá. (bravo)

Reita: Ele ficou bravo agora…….

Kai: Embora eu seja maltratado por todos, porque você tem que me acertar com a mão com anéis?

Ruki: É apenas por acaso que eu te bato com a mão com anéis. 

Reita: Eu sinto dor também! Por favor se controle.

Ruki: Sério? Vocês não estão brincando comigo? 

Kai: Dói de verdade (sério).

Ruki: Sei que dói com anéis. Mas você parecia feliz com isso, então eu continuei fazendo mesmo achando que deveria doer. (risos)

É mesmo? (sorriso bobo) E você Uruha?

Uruha: Você não valoriza tanto suas coisas? Por que você esqueceu sua bolsa na loja de conveniência?

Ruki: Você disse algo que aconteceu há muito tempo de novo. 

Uruha: Ainda tenho suas coisas no meu carro.

Ruki: Chapéu? 

Uruha: Não só isso. Acho que tenho alguns CD’s de punk lá? E roupas e sapatos. Coloquei todos no porta-malas.

Por favor, responda isso, Ruki. 

Ruki: Eu esqueço as coisas muito facilmente. (sorriso sem graça) Mas isso é algo de muito tempo atrás já. 

Aoi: Então, por que você sempre pára de cantar antes do solo nos ensaios? Todo vez que estou pra começar a tocar o solo………Ele apenas canta quando ele quer…….Você fica achando que já é o final?

Ruki: Estou acostumado a parar quando a música morre, essa é a razão. 

Aoi: Mas a razão pro ensaio é que você tem que checar isso com o som do solo, não é?

Ruki: Só estou fora de controle (risos). Vou reparar nisso daqui pra frente. 

Aoi: Por favor, conto com você (sorriso).

Há alguma diferença de quando estão apenas vocês dois ao invés de todos juntos? 

Reita: Ele me ajuda a pegar minhas coisas quando estou quase em transe [quer dizer que ele ta distraído demais]. Ele nem reclama uma palavra sobre isso. E nossos estômagos tem o mesmo horário. Fico tão feliz toda vez que vou na casa dele e ele cozinha algo pra eu comer.

Kai: Ele é ainda mais gentil do que quando estão todos por perto. Talvez ele fique tímido com todos lá. Mas quando estamos só nós dois, é tipo “Wow! É real esse Ruki tão atencioso?”

Uruha: Eu acho que ele é chiyu-kei pra mim [pessoa que conforta as outras, apenas sua existência já faz os outros relaxarem]. Quando ele veio ficar na minha casa, é chiyu o bastante vê-lo dormir rolando na minha cama.

Reita: Criança adorável..

Kai: Ele é alguém que traz à tona a maternidade dos outros?

Aoi: Sinto o mesmo que os outros. Ele é muito mais gentil e, de algum modo, fofo. É claro que ele é legal sendo nossa “cabeça”, isso é bastante respeitável também.

O que faz vocês sentirem o lado legal do Ruki recentemente? 

Reita: Fiquei surpreso por ele ter comprado seu próprio equipamento (microfone). Ele sempre pareceu indiferente com equipamentos. E ele andando por aí com seu notebook nas mãos, fazendo design habilmente, isso é bem surpreendente também.

Kai: Particularmente, ele está começando a entender melhor meus sentimentos.

Uruha: Me sinto sozinho……Costumávamos sair bastante antes. E tínhamos muitos assuntos para falar. Talvez ele tenha perdido o interesse em mim?

Aoi: Recentemente, ele tem ido bem nos MC. Ele podia ficar falando e falando por horas no MC antes.

Por ultimo, por favor digam uma frase ao Ruki. 
Reita: Nós todos gostamos de você. Ninguém nunca vai ‘não-gostar’ do Ruki.

Aoi: Se alguém odiar o Ruki eu vou XXXXXXX ele!

Uruha: A pessoa que odiar o Ruki vai apenas fazer de todos nós seus inimigos.

Kai: Isso mesmo. Todos vamos tomar conta de você!

Reita: Da última vez Ruki disse que queria ver meu e-mail, então eu deixei. E havia um e-mail entre eu e o Uruha que tinha o nome do Ruki nele. Ele congelou com um “Huh” e ele descongelou quando ele entendeu que nós não dissemos nada malicioso dele. (risos)

Uruha: Isso deve ser chiyu também [entendam chiyu como ‘relaxante’]

Reita: Quem vai ser tão IDIOTA de deixar evidências pra trás? (risos)

Ruki: O que isso quer dizer?! 

Reita: Nós amamos o Ruki!

Leave your Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: