and posted in Entrevista, Tradução

Entrevista em 3 partes do Ruki, por enquanto não temos a terceira parte.
Os comentários entre parênteses da parte 2 são da pessoa que traduziu e os entre colchetes são do MH.

Parte 1 – Arte
Tradução japonês-inglês por whitesongs @ ridetherockers
Scans por rawstarr23 @ gazette_daily
Tradução inglês-português por ferfa


 

E: Hoje, eu acho que gostaria de explorar a mente criativa de Ruki.

R: Você não quis dizer “mente pervertida”? (risos)

E: Talvez isso também (risos). Antes de tudo, com a sessão de fotos de hoje, as fotos tinham uma espécia de significado que nós nunca tínhamos visto antes vindo de você.

R:Foi um pouco de risco… Todo mundo lá, eu incluído, achou que fosse um risco. Claro, fui eu quem sugeri que deveríamos fazer uma sessão assim, mas eu estava meio “Isso é algo que nunca fizemos antes, então tudo bem fazê-lo?”. Então eu deixei isso na mão dos designers. Mas mesmo que eles definam o tamanho da imagem, eu sempre escolhi que olhar faria ou as poses, e foi difícil perder isso nessa sessão. No final, eu esqueci quem era o “Ruki”.

E: E quanto as roupas?

R: Eu coloquei uma peruca laranja e tinha um sentimento “cibernético-chique”. Eu pensei nisso em cima da hora, então você poderá não saber que sou eu.

E: De onde veio o tema cibernético?

R: Bom, eu sempre rearrumo meu quarto, e de repente eu não gostava mais de dourado. Eu ia deixar tudo no meu quarto dourado, mas eu não pude, então eu provavelmente não gostava mais disso.

E: Então você não gosta de coisas que não pode fazer por inteiro?

R: Isso mesmo. Eu não pude completar isso, então eu parei de fazê-lo. Eu estava meio “O que eu deveria fazer?”. Mas quando eu pensei isso, eu comecei do jeito que meu quarto era antes e transformei tudo em branco e prateado. E eu fiz isso com todos meus acessórios, como meus piercings, mochilas, e até mesmo meu celular é prateado também.

E: Você está sendo minucioso…

R: Porque dourado não era uma das minhas cores preferidas.

E: Seu humor também muda com freqüência?

R: Meus desejos mudam mais que meu humor. Eu realmente queria quebrar meu eu que dizia “eles querem ser ‘maravilhosos'”. Então meu quarto se tornou um pouco cibernético. E fazendo isso, isso se refletirá na banda e nos goods da tour nesses tempos. E nossa “04” tour será um pouco diferente. Eu pensei em um cibernético que é diferente so senso comum, e nós seremos cibernéticos, ou “futuro-próximo-chique.”

E: Então seu desejo mudou?

R: Mudou. Está mais focado do que era antes. Se eu vou excitar o cérebro com branco e prateado, muitas coisas irão mudar porque tudo em que usei dourado nos últimos três anos mudou completamente. Além disso, eu comecei a pensar que eu quero que a banda faça mais coisas digitais.

E: Não só com o visual, mas com a música também?

R: Sim. Mas mesmo que eu diga isso, eu não quero dizer um som mais digital. Mas eu acho que uma banda com esse tipo de sentimento é boa. Embora você tenha um sentimento “major”, você também é underground, e estiloso, porém profundo… e eu sinto que cibernético se encaixa com uma parte profunda de mim. E a música que eu tenho ouvido recentemente também mudou.

E: Que música você tem ouvido?

R: Eu não tenho ouvindo hip-hop. Ultimamente, eu tenho escutado a música caótica, ou “baixo-e-bateria”, como Massive Attack. E meu critério para comprar CDs baseado em suas capas também mudou. Ultimamente, eu tenho comprado CDs se eu gosto da fonte usada no nome da banda. Mas eu acabo com alguns caras comprando-os desse jeito (risos)

E: Então você ainda está comprando-os por causa da capa, huh?

R: Eu comprei por volta de vinte, uma vez, e eles eram todos ruins (risos)

E: Qual foi a origem dessa sua parte artítisca?

R: Eu acho que essa parte vem de LUNA SEA, ou de bandas que eu gostava quando estava no colegial. Eu acho que havia muitas pessoas com um forte senso criativo naquele tempo. E essa era uma imagem que eu realmente procurava. Então, não em todos os campos, mas eu gostaria de me tornar um criador que fizesse coisas como moda, design de capas de CD, e soando como fazendo tudo de uma vez, provavelmente.

E: O que tinha em LUNA SEA, que o atraiu?

R: Como eram legais as pessoas que compravam os CDs do J, pra começar.

E: De que jeito elas eram legais?

R: Elas pareciam comprar bastante coisa de uma vez. E era como se eles fossem comprar CD, se tivessem almoçando. E eu gostava disso. Quando eu o fiz, eu estava meio “Que tipo de música é essa?” e foi quando eu comecei a pensar que “o eu que ouve esse tipo de música é legal, certo?”. Eu tinha muitos CDs e conhecia muitas bandas e eu era meio “Eu sou legal, certo?”. E embora eu quisesse ser um músico, eu queria ser alguém respeitável de um jeito mais diferente. Como hide e o senso de design dele. Quando eu o vi fazendo coisas com Psycho Bear , eu pensei que era realmente ótimo e queria criar coisas também. Eu conhecia o Kiyoharu por causa das suas roupas do estilo Ocidental e eu o achava tão, tão, tão, tão legal! (risos)

E: As coisas que animavam as pessoas no colegial deveriam ser bem conhecidas, é claro.

R: Era um tempo realmente bom, então elas podem ter sido. Eu era criativo assim, mas eu não queria trabalhar e queria me tornar uma pessoa infantil.

E: Com design tomando sua imaginação, você diria que sempre foi uma pessoa interessada nisso?

R: É um pouco diferente, mas eu diria que eu sempre gostei de desenhar. Quando eu estava na escola primária, eu entrei no clube de mangá e eu gostava de desenhar figuras nas capas de CD de metal que meu irmão gostava, como Iron Maiden ou Mötley Crüe, e eu desenhava bastante personagens (de quadrinhos, etc). E desenhos de filme de terror. Eu me lembro de ter desenhado uma de “Chucky”.

E: Chucky não é o boneco assassino de “Brinquedo assassino?” (risos) Então você não desenhava coisas que eram muito diferentes no clube de mangá?

R: De que jeito? Havia crianças que desenhavam personagens de Dragonball e eles eram diferentes.

E: Dragonball é diferente (risos)

R: Porque todo mundo costumava desenhar Doraemon.

E: Você costumava desenhar ilustrações ao invés de figuras, certo?

R: Naquele tempo, sim. Mas quando eu estava no colegial, eu realmente gostava de ukiyoe .

 



Parte 2: Amor

Créditos: Dana, do fotolog gazette_cosplay


 

E: Tem um monte de perguntas que eu tenho que fazer sobre amor, então, por favor.

R: Eu acho que minhas respostas vão ser diferentes de antes, então eu vou ser criticado por ser inconsistente, hahahahaha.

E: Primeiramente, você acha que amor e tipo sanguíneo tem alguma coisa a ver com a outra?

R: Sim, acho. Eu não sei que tipos que combinam, mas eu sei que eu sou tipo B e eu combino com garotas tipo O. Porque garotas tipo O todas parecem ter coisas em comum.  

E: Como o quê?

R: Ciúmes. Mas nem todas elas são ciumentas silenciosas.

E: Então elas gritam?

R: Sim, tem muitas delas que gritam e são muito ciumentas. Elas também são muito persistentes. É difícil conseguir fazer elas se interessarem, mas também é difícil fazer desinteressarem, parece que elas vão continuar até o fundo do inferno.

E: As tipo O são assim mesmo…?

R: Claro que você não pode dizer isso sobre todas, mas se elas tem um pouco de sangue A misturado, tem muitas pessoas assim.

E: Então você é compatível com pessoas assim?

R: Bom, tem uma chance melhor com as tipo O. Mas terminar seria ainda mais perigoso.

E: Que tipo de relacionamento seria esse??? Hahahahahaha

R: É o mais perigoso. Tipo O e B dão certo juntos, mas pra mim que sou tipo B é fácil perder o interesse em garotas tipo O.

E: Mas também é facil pra você se apaixonar, né?

R: Sim… mas mesmo se não for uma garota tipo O é fácil eu perder interesse. 

E: Não é mais fácil dizer que você é um cara que perde interessa fácil? Hahahahaha Então, e dois tipo B juntos?

R: Não daria certo. Seria difícil porque nenhum dos dois daria o braço a torcer. Mas os tipo A são os mais impossíveis.

E: Tem um monte de garotas tipo A que dizem não gostar de tipo B também.

R: Se me dissessem isso, eu ia querer dar um soco, hahahaha.

E: E tipos AB?

R: Fora de cogitação.

E: HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

R: Mas eu já saí com diferentes tipos de pessoas, já saí com O, A, B e AB.

E: Parece até que você está numa loja de departamentos, hahahaha. Próxima pergunta. Que parte de uma garota você olha primeiro?

R: Sinceramente, o rosto. Primeiro eu olho para seu rosto, mas eu acho que o mais importante é se ela é orientada para a família

 E: Você pode presumir isso só olhando?

R: Não. Se ela olha para um livro de receitas e diz “Eu não consigo fazer isso, sabe?”, e ela não sabe cozinhar de um jeito fofo, tudo bem. Mas se ela não souber e dizer “Claro que consigo”, aí é um desapontamento. Mas eu nunca ia dizer que tem gosto ruim. Eu também acho importante se ela consegue ou não fazer comidas diet e se ela pode cuidar de mim quando eu ficar doente.

E: Simpático, huh

R: Sim, acho que só agora eu comecei a querer gentilezas desse tipo.

E: Você não queria antes?

R: Antes eu achava que se ela fosse fofa, eu poderia perdoar qualquer coisa, mas isso pode ser errado.

E: Mas isso ainda é muito duro.

R: Eu vou desanimar se a pessoa fizer careta enquanto dorme ou beija. Eu sei que não tem como não ser assim, porque elas são humanas, mas eu não gosto se elas tiverem uma posição feia enquanto dormem. Se eu pudesse escolher, eu iria querer que elas dormissem em posição de feto. 

E: Mais condições, hein?

R: E se ela usar as mesmas roupas que eu duas vezes na semana, também não vou querer.

E: Então você ia querer que ela prestasse atenção nisso.

R: E também não gosto de garotas que saem sem maquiagem. Se nós saíssemos juntos, não faria mal usar maquiagem.

E: Hahahahaha, mas a maioria dessas coisas, tirando a questão das roupas e rosto, você não vai saber até você sair a primeira vez.

R: Não, não, claro que não.

E: Eh? Como assim? “Não” que você não vai saber até tentar, ne?

R: Não, eu nem tentaria! Apesar de que algumas vezes eu tentei.
Bom, eu sou adulto já, mas há vezes quando o amor começa desse jeito. Mas o que eu tava falando não é assim tão importante. O importante é se elas tem um sonho ou não. Eu realmente gosto de pessoas que estão trabalhando muito em alguma coisa.

E: Você finalmente ficou sério, huh?

R: O que eu mais odeio é quando uma garota para de trabalhar por mim.

E: Sim, isso não é bom. Eu também odiaria se meu namorado largasse o serviço por mim.

R: Não é? Trabalho é trabalho, eu gostaria que elas tivessem consciência disso. E uma garota que dorme demais quando tem que trabalhar realmente me irritaria.

E: Então parece que o manager é a pessoa que se irrita, ne?

R: Ah…é, eu também durmo demais, hehehe. Mas não seria estranho se eu que tivesse que acordá-la? Tipo “Ne~ Você não tem que ir trabalhar…?”

E: Eu não iria querer ver o Ruki assim, hahahahaha. Mas eu acho que é isso que vai ganhar alguém que sair com você, ne.

R: Eu ainda estou no meio em procurar o amor.

E: Você já se apaixonou por duas pessoas ao mesmo tempo?

R: Se você ler minhas letras eu acho que você vai entender, mas tem muitas pessoas que traem, ne? Porque eu não invento as coisas que eu escrevo.

E: Ah! Então aconteceu!

R: Mas é impossível para mim amar duas pessoas ao mesmo tempo. Se eu tivesse namorada, mas começasse a me interessar por outra pessoa, eu simplesmente partiria pra outra.

E: Isso não é trair, é só uma mudança de coração, ne?

R: Sim, não é amar duas pessoas ao mesmo tempo ou trair. É terminar aqui e começar ali.

E: Mas não tem um monte de caras que carrega seus amores passados com eles?

R: Não, eu não faço isso. Eu posso carregar algum amor não-correspondido, mas eu rapidamente esqueço sobre relacionamentos do passado.

E: Você já pensou “Esse foi um ótimo relacionamento” ou algo assim?

R: Eu já. Eu terminei com a minha namorada do colegial, porque eu a traí.

E:…….?

R: DROGA, eu traí!!!!!!!!!!!

E: HAHAHAHAHAHAHAHAHA!

R: E aí quando eu a perdi eu entendi, tipo “Ah…ela era uma garota ótima”.

E: Então você não carrega isso, isso fica como uma memória bonita.

R: Sim. Teve umas poucas vezes quando eu pensei “Agora que eu paro para pensar, aquela era uma ótima pessoa”. Então isso seria contar uma mentira quando você termina.

E: “Gentle Lie”, huh.

R: Sim. A última mensagem que eu recebi dela dizia “Eu fui muito feliz quando estávamos juntos. Obrigada”. Eu fiquei tipo “Nãããão, você está muito brava, ne?”

E: Hahahaha, mas eu não acho que estar brava signifique que ela te odiava.

R: É, é verdade…

E: E o que aconteceria se você e seu amigo gostassem da mesma pessoa?

R: Nunca aconteceu, mas se acontecesse, eu perguntaria para o meu amigo se ele gosta dela ou não. Se ele dissesse que sim, eu desistiria dela. Eu coloco sempre meus amigos em primeiro, não importa o quanto eu ame alguém.

E: Amizade primeiro, huh?

R: Claro. Pq eu odeio homens ou mulheres que escolhem o amor do que a amizade.

E: Você está finalmente soando mais como um cara.

R: Não, eu sempre soo como um cara! Hahahaha.

E: Próxima pergunta, você tem alguma técnica secreta para ganhar o coração de uma mulher?

R: Bom, iria começar tendo a ver com aquela coisa de tipo sanguíneo de novo, hahahaha. Mas depende do que ela dissesse em uma mensagem ou algo assim, eu posso entender o que ela está querendo dizer. Se fosse por mensagem, eu responderia como um adulto. Eu não diria nada para deixá-la brava.

E: Então, o que você faria para uma garota que você gosta te dizer “eu te amo”?

R: Antigamente eu ligaria pra ela e perguntaria “Você gosta de alguém?”. Mas agora eu tentaria deixar ela com ciúmes. Eu iria olhar de propósito para outras garotas e ficar todo ‘Ah, você viu? Aquela ali é bem fofa’. E aí ela ficaria toda “Seu idiota! *ciúmes*”.

E: Hahahaha, isso é bem realista.

R: Mas recentemente eu tenho conseguido falar por eu mesmo. Mais como ocidentais fazem.

E: Tipo “Eu te amo”?

R: Mas eu nunca falaria forçado ou algo assim. Eu iria preferir ser bem sério sobre isso, tipo…”Hey, sente-se um pouco, vamos tomar um chá”, bem calmamente, aquela coisa bem “por favor”.

E: Você faria direitinho, então.

R: Claro. E aí eu iria querer silêncio……do que diabos eu tô falando? 
 
E: Hahahahahahahahaha, eu acho que você quer expressar seus sentimentos claramente.

R: Comparado a antes, eu parei de barganhar muito quando é sobre amor.

E: Então é melhor se confessar honestamente?

R: Acho que sim. Bom, depende das circunstâncias.

E: Quando você confessa, ou quando você dá presentes, você é do tipo que faz as coisas romanticamente? Tipo esconder um anel em algum lugar, fazer surpresas?

R: Ah, sim.

E: Ah eh? Hahahahaha

R: Eu sou muito casual, no entanto. Por exemplo, mesmo se eu tivesse o dia de folga, eu falaria “eu tenho que trabalhar hoje” e fingiria que não estava acontecendo nada, e nem que eu estava preparando nada. E aí, mais tarde, quando a gente tivesse indo dormir, eu iria pegar o presente do lado da cama e falar “Aqui!” e jogaria nela. Tipo “Eu comprei, sua idiota”

E: Hahahaha, parece que também rola uma timidez. Mas ela ficaria feliz, pensando “Ah, ele lembrou!”

R: Tipo, “Ahn…quê?”, se ela dissesse isso, eu iria ficar muito branco.

E: Que? Por que? HAHAHAHA!

R: Se eu dou um presente pra ela, se ela chorar ou não vai fazer eu decidir se eu perco o interesse ou não.

E: Ahn? Então, não é bom se ela não chorar?

R: Mesmo se ela não chorar, eu só iria querer que ela ficasse feliz com o presente. Porque na verdade tem pessoas que dizem “Eh…alguma coisa de outra marca teria sido melhor”.

E: Isso é o pior.

R: Mais que algo caro, uma carta ou…vejamos… um cachecol feito à mão que um cara fizesse teria mais sentimento, não? Se eles fizessem isso seria meio estranho, no entanto.

E: Mas é só um exemplo.

R: Uma garota que eu conheço ganhou só uma carta. E aí ela disse “eu queria algo mais”. Isso é tão inacreditável, eu não teria esperado nada, mas não é legal ganhar só uma carta?

E: Ou se elas dissessem “Eu não gosto dessa marca”.

R: Se algum dia alguém disser isso, eu não ficaria satisfeito só com um soco. Bom, eu provavelmente pensaria que eu não tive um olhar para mulheres.

E: Então, você dá presentes quando você quer expressar seus sentimentos?

R: Você quer vê-las felizes, não é? Isso é tudo que precisa para fazer um cara feliz. É, é amor.

E: Quem você tá querendo ser??? Hahahahahahaha

R: É maravilhoso~

E: Então, a próxima pergunta. Tem alguma coisa que garotas nunca deveriam dizer para um cara?

R: Primeiro, palavras vulgares são totalmente fora de questão. Essa é a maior coisa. Também, se eu tivesse saindo com uma garota mais velha e ela dissesse “Mesmo que você seja mais novo”, ou se ela fosse mais nova e dissesse “Mesmo que você seja mais velho”. Eu não iria querer que ela dissesse coisas para separar a gente assim.

E: É verdade. Sair junto significa que vocês são iguais, não é?

R: Sim. Idade não importa. Se ela dissesse isso pra mim, eu responderia como um adulto.

E: De que jeito?

R: Reclamação por escrito, hahahahahahahaha.

E: E se fosse “Mesmo que você seja um cara”?

R: Dá na mesma. Eu não gostaria de alguém que ergue a bandeira de “mulheres primeiro”. Para garotos, mesmo se ninguém disser coisas assim, nós ainda daríamos suporte para a pessoa que a gente ama. Eu não diria coisas indelicadas e eu ainda iria querer protegê-la. Mas se uma barata aparecesse, eu iria chamar o manager.

E: HAHAHAAHHAHAHA.

R: Se tivéssemos apenas nós e uma barata, e ficasse uma situação tipo “e agora? o que vamos fazer?” e ela dissesse “Mas você não é homem???”, eu iria ficar muito bravo. Tipo “Bom, eu sou humano”. Quando as pessoas dizem “mesmo que você seja um cara” ou “garota”, só aumenta a diferença entre homens e mulheres.

E: Outra carta de reclamações, huh??

R: Significa “Vamos nos ver na corte”.

E: Então, você acha que é essencial amar alguém?

R: Eu realmente acho que é compaixão. Se você ama uma pessoa, você não vai machucá-la, e se você não gosta que te digam algo, então você não vai dizer isso pra ela. Eu acho que tudo depende disso. Eu definitivamente diria coisas assim para a pessoa que eu gosto. “Não diga algo a alguém que você não gostaria que dissessem a você”. Também não faça algo que você não gostaria que fosse feito a você. Se não existisse esse tipo de compaixão, então estaria tudo acabado. Por exemplo, se minha namorada quisesse sair com os amigos homens dela pa beber, eu diria: “Tudo bem, então eu vou sair com as minhas amigas mulheres” e não faria sentido se ela não deixasse.

E: Então basicamente você deveria pensar no sentimento da outra pessoa, ne. Sua prioridade seria não deixar a pessoa que você ama triste.

R: Né? Você devia pensar nisso em primeiro…pelo menos foi isso que me ensinaram.

E: Sobre amor, é essencial que seus valores e interesses sejam parecidos?

R: Acho que não é essencial, porque todo mundo é diferente. Por exemplo, se a gente estivesse vendo TV e eu perguntasse o que ela achou de um acontecimento, a gente poderia trocar opiniões e nossos valores seriam diferentes, eu não ligaria.

E: Porque seria mais emocionante se vocês tivessem valores diferentes.

R: Sim, eu prefiro que seja.

E: Mas se for pra viver junto, isso pode ser meio difícil.

R: Se ela viesse pra minha casa, visse o interior e dissesse: “Eu não gosto disso” eu iria ficar bravo. Eu ia pensar “É a MINHA casa!”. Então se eu vivesse com alguém que tivesse interesses diferentes, nós teríamos quartos diferentes e a gente conversaria sobre o que fazer com os outros cômodos.

E: Bom, tá. Se uma garota que você não tem interesse dissesse que gosta de você, que sinal você daria pra mostrar que você não está interessado?

R: Eu evitaria o assunto. Porque tem como saber pelo clima quando alguém vai se confessar pra você, né? Se elas ficam quietas por um segundo ou algo assim.

E: Eu entendo, sim.

R: Nessa hora, se elas começassem a dizer “Sabe…” eu faria “AAAAAAAAAAAAAAAAAAI!!! *segura o estômago*”

E: HAHAHAHA tipo “Ai meu estômago???”

R: Sim, sim, hahahahaha, isso funcionaria.

E: Isso funcionaria!

R: E se eu recebesse uma mensagem dizendo “eu tenho algo pra te dizer”, eu não responderia, eu iria esperar umas duas semanas.

E: Acho que não tem nada mais a ser feito, ne?

R: Porque eu não quero. Antes de machucar ou não alguém, eu iria odiar a mim mesmo por recusar quando alguém se confessa pra mim.

E: É verdade, é difícil magoar alguém.

R: Mesmo que eu sinta tipo “Ah, não é isso…”

E: Mas eu me sentiria mal por elas se eu dissesse isso.

R: Eu tento meu melhor pra não dizer, mas se acontecesse essa situação, eu iria devidamente pedir desculpas.

E: Sim. Bom, próxima! Você sente que tem algo bonito em um amor que nunca deu em nada?

R: Eu acho. Teve uma garota que eu gostava. Não importa o quanto eu pense nisso, eu deveria ter namorado com ela. Mas na época eu pensei “Eu quero ser mimado por uma garota fofa assim”. Os sentimentos chegaram a um jeito e antes que eu percebesse, ela já tinha ido embora.

E: “Eu fui tão idiota”

R: E aí arrependimento… ainda está enterrando na minha mente como uma coisa bonita.

E: É uma história legal… quando você está apaixonado, as coisas parecem brilhar, não é?

R: Sim ~ Até o jeito que eu falo muda.

E: Então você fica bem animado.

R: Mas essas coisas não afetam minhas letras. Eu ainda tenho um jeito mais depressivo nas letras.

E: Você escreve mais sobre coisas tristes ou doloridas?

R: Pra mim, essas são as coisas boas. Eu sou feliz que eu não escrevo sobre coisas felizes.

E: Próxima, o que você acha de pensar sempre na mesma garota?

R: Eu acho isso maravilhoso.

E: Aconteceu com você recentemente?

R: Isso nunca aconteceu comigo.

E: Não aconteceu, mas…?

R: Não aconteceu, mas… espera, o que você está tentando fazer eu dizer? Hahahaha Isso é uma pergunta que leva a outra?

E: Parece com uma sala de interrogatório?

R: Tipo, “eu quero comer katsudon!”

E: HAHAHAHA, e aí?

R: Bom, eu tenho inveja das pessoas que conseguem pensar totalmente com o coração em uma pessoa. Quando eu vejo um cara assim, eu acho que a garota deve ser realmente ótima.

E: Então é possível que você se tornaria assim se você achasse uma garota dessas?

R: Sim, claro que é. Porque…ela não poderia ser a pessoa com quem eu vou casar? Apesar de eu não querer casar. Mas eu acho que continuar pensando em uma pessoa só é maravilhoso. Nessa ordem de acontecimento, eu iria querer namorar uma garota com quem eu pudesse conversar sobre nosso futuro e sonhos. Casar, morar num tipo de casa, ter um cachorro, quantos filhos iríamos querer, com nomes legais…coisas assim. Se eu pudesse conversar coisas assim com ela eu começaria a pensar “me pergunto se não é ela…”

E: Entendo…

R: Eu quero poder relaxar, afinal.

E: Acho que se você pode relaxar, depende de você.

R: Hahahahaha, depende de mim, mas eu não posso controlar o que está na minha cabeça.

E: Qual foi o resultado do seu “Brain Maker”, que estava popular há um tempo atrás? 
(Brain Maker é um site que ficou famoso no Japão, que eles acreditam que podem resumir o que tem no seu cérebro só baseado no seu nome A_A e ainda te dá as porcentagens. Pode ser “preocupação”, “pecado”, “mentira”, “desejo’, etcetcetc… )

R: Foi “desejo”. E também “comida”.

E: Hahahaahha, bom, com isso, vamos pra a última pergunta. O que seria um relacionamento perfeito pra você?

R: Nós poderíamos falar de qualquer coisas, poder brigar e fazer as pazes depois e a gente pensaria que as mesmas coisas são fofas. Por enquanto se fosse uma criança ou um cachorro.

E: Ser movido pelas mesmas coisas é muito importante, ne.

R: Acho que sim. Tudo bem se nossos valores forem diferentes, mas eu iria querer que nosso sentimento fosse o mesmo. Se eu conhecesse alguém assim…eu acho que seria capaz de pensar com todo o coração nela.

E: Então, no final, você conseguiu se acalmar de um jeito bonito. Eu tinha minhas dúvidas no começo.

R: No começo eu estava falando sobre quem eu era no passado.

E: Você devia enfatizar isso.

R: Esse eu adulto da metade da frente é quem eu sou agora. Eu sou realmente inconsistente, mas não posso fazer nada quanto a isso.

E: Então você ainda é uma criancinha, ne.

R: Eu ainda estou na ativa.

E: Na ativa, hahahahahahaha. Então se você não tivesse, você estaria casado?

R: É tipo…se você se tornar uma pessoa eternamente imortal (By Nagashima Shigeo – um famoso jogador de baseball), você pode escrever seu nome no meu registro de família.

E: E essa atitude superior!

R: Não, se meu parceiro se tornasse alguém assim, eu iria ficar meio “vamos jogar baseball juntos!!!”

 

Leave your Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: